Facebook lança programa para impulsionar atuação de comunidades

Não é de hoje que sabemos a intenção do Facebook em investir mais em grupos e comunidades, para não ficar tão dependente da interação do usuários em sua Linha do Tempo. Em teoria, essas frentes podem aproximar melhor as pessoas e evitar discussões inócuas e tóxicas, promovendo mais engajamento de qualidade. Para aumentar a quantidade dessa coletividade e a atuação de líderes e integrantes, a rede social anuncia a Aceleradora de Comunidades.

O programa vai funcionar por seis meses fornecendo treinamento, mentoria e financiamento, com investimento de até US$ 3 milhões e 80 participantes. A novidade é aberta para comunidades cujos líderes têm 18 anos ou mais e residem no Brasil, Estados Unidos, Austrália, Filipinas, Indonésia, Tailândia, Reino Unido, França, Alemanha, África do Sul, Quênia, Nigéria e Egito.

Vale destacar que essa iniciativa faz parte da evolução do Programa de Líderes Residentes e Bolsistas, que já apoiou 115 líderes ao redor do mundo e, segundo dados da companhia, conta com projetos que impactaram mais de 1,9 milhão de pessoas, dentre as quais 560 mil estão na América Latina — entre eles o Grupo Crônicas da Surdez, da brasileira Paula Pfeifer, que promove visibilidade e acessibilidade para pessoas surdas por meio da tecnologia, e do chileno Alvaro Silberstein, que, com a comunidade de turismo acessível Wheel the World, empodera cadeirantes a conhecer e visitar diferentes lugares no mundo, oferecendo suporte e infraestrutura para as atividades.

As comunidades devem existir há mais de um ano (seja online ou offline) e ter no mínimo 5 mil membros, caso atuem principalmente online. Para participar, você pode se inscrever pelo próprio site do programa.

Seleção terá processo com texto, vídeo e entrevistas

Um comitê composto por funcionários do Facebook e por especialistas externos selecionará os participantes por meio de um processo que consiste em candidatura escrita, envio de um vídeo e entrevistas. Esse grupo deve analisar impacto, trajetória, equipe de liderança, e as necessidades e metas da comunidade.

Entre as características avaliadas, estão:

  •  Comunidade estabelecida: um grupo (seja online ou offline) com uma base de membros engajados e que exista há mais de um ano;
  •  Impacto social: desejo de criar impacto social que melhore a vida das pessoas por meio da comunidade;
  •  Vontade de crescer: líderes precisam usar a família de aplicativos do Facebook para expandir;
  •  Capacidade: conhecimento para uso dos apps da rede social e de gerenciar o crescimento;
  •  Liderança: experiência com gestão de pessoas e de projetos;
  •  Modelo de negócio/estratégia de renda: um sistema sustentável para cobrir custos, mesmo se não houver receita recorrente,
  •  Comprometimento: engajamento completo com cada etapa do programa.

Novas ferramentas

Para promover esse crescimento, o Facebook também disponibilizou algumas novidades no gerenciamento dos membros e moderação do conteúdo. A rede social vem implementando mais opções de formatos para perguntas de admissão de novos membros, aprovação automática de novas solicitações de entrada com base em mais requisitos e filtros adicionais, como o fato de um perfil ter foto ou não.

Além disso, alertas de palavra-chave agora permitem que os administradores criem uma lista personalizada de palavras e frases e, assim, recebam notificações quando esses termos aparecerem no grupo. Os novos índices de tópicos da publicação podem ajudar administradores e membros a pesquisar rapidamente todo o conteúdo relevante sobre um assunto específico.

Posts relacionados

pornvids.xyz indoporno.xyz rentalmobilpontianak.xyz videobokep18.xyz fullbokep.xyz videobokepxxx.xyz bokeppro.xyz filmbokeps.xyz videopornoindo.xyz bokepbaru.xyz