LinkedIn começa a testar transmissão de vídeos em sua rede social

O LinkedIn, rede social voltada ao mundo corporativo, quer surfar na onda dos vídeos. A empresa anunciou nesta segunda-feira (11) o LInkedIn Live, sua plataforma de transmissão de vídeo. A plataforma chega em versão beta ainda para um grupo limitado de usuários nos Estados Unidos e funciona de forma muito semelhante aos vídeos ao vivo dos apps do Facebook.

A ferramenta ainda funciona apenas por convite. Isso é, você vai depender de a plataforma liberar a função aos poucos. Contudo, o LinkedIn informou que vai abrir uma página para que usuários e instituição interessados possam se inscrever para usar a novidade.

A proposta é usar o LinkedIn Live não para a transmissão simples de conteúdos pessoais, mas com foco em coberturas de eventos, anúncios de produtos, sessões de perguntas e respostas e até apresentações de relatórios financeiros que precisem ser públicos.

A empresa ainda não abriu exatamente como a ferramenta vai funcionar nem revelou o design de seu sistema de Live. Contudo, é possível que ele se pareça com os de apps como o Instagram e até mesmo o Facebook Live, em que é possível enviar comentários e reagir à transmissão em tempo real.

Para criar esta nova função, o LinkedIn buscou alguns parceiros como Wirecast, Switcher Studio, Wowza Media Systems, Socialive e Brandlive. A ideia é que essas plataformas, conhecidas por produções mais elaboradas, possam dar o tom do tipo de conteúdo que a empresa gostaria de ter em sua rede social.

Junto disso, a Microsoft também vai fornecer toda base de nuvem para que o serviço funcione, já que a gigante comprou o LinkedIn em 2016.

A rede social, de certa forma, tem se mostrado sempre atrasada quando o quesito é vídeo. Foi só em 2017 que o LinkedIn passou a aceitar vídeos em seu próprio tocador nativo. Segundo relatórios de investimentos da Microsoft, a plataforma viu um boom em tráfego e até receita após adicionar a possibilidade à rede social. Atualmente, o LinkedIn conta com 600 milhões de usuários em todo mundo.

Nesta mesma reunião, a gigante informou que 29% de sua receita veio da rede social, sendo que houve aumento na casa de 30% em tempo de sessão dos usuários. O dinheiro do LinkedIn é oriundo, principalmente, de publicidade em vídeo.

A plataforma ainda não informou se pretende adicionar monetização para criadores com os vídeos. “Isso pode vir com o tempo, mas, agora, estamos focando em incríveis casos de uso da ferramenta. Este poderia ser, inclusive, o momento para tentar algumas novas ideias”, disse o chefe da divisão de vídeos do LinkedIn.

A possibilidade de live na plataforma ainda não tem data para chegar ao Brasil.

 

Posts relacionados

Links patrocinados: como “roubar a cena” de forma íntegra com seu conteúdo

Se você ainda não incluiu os links patrocinados na sua estratégia, está perdendo a oportunidade de “roubar a cena” de forma íntegra. Estamos  te falando isso porque se você quer ter um lugar de destaque no Google ou em qualquer outro lugar na internet, você precisa trabalhar para isso....

Leia mais...

Como criar personas para o seu negócio

Você deseja saber como criar personas? Imagine se pudesse ter em mãos todas as informações e dados sobre o seu cliente ideal? Imagine se tudo o que você fizesse fosse baseado nos gostos e necessidades dele? Isso é possível? Sim, e nós vamos te explicar como! A partir do...

Leia mais...

Uma ferramenta para vender, faturando muito mais: Instagram Shopping

Vamos começar por: O que é o Instagram Shopping?  É uma funcionalidade do Instagram que permite que você deixe os preços em exposição juntamente com o produto, funcionando como uma vitrine virtual. Mas antes de aprender como configurar você precisa saber quais são os pré-requisitos para ativar a funcionalidade: ...

Leia mais...
pornvids.xyz indoporno.xyz rentalmobilpontianak.xyz videobokep18.xyz fullbokep.xyz videobokepxxx.xyz bokeppro.xyz filmbokeps.xyz videopornoindo.xyz bokepbaru.xyz