fbpx

Marketing de Influência: Saiba como os influenciadores podem fazer você vender mais!

Você sabe o que é marketing de influência? Descubra!

Seja no Instagram, TikTok, YouTube ou outras plataformas, as marcas colaboram com pessoas populares para alcançar sua rede de seguidores e divulgar seus produtos e serviços. Conforme a popularidade das redes sociais ascendeu rapidamente, o mesmo ocorreu com o investimento e interesse no marketing de influência.

O que é o Marketing de Influência? 

Marketing de influência é a colaboração entre pessoas com negócios que têm muitos seguidores engajados online.

As marcas trabalham com os influenciadores devido à sua influência sobre seus seguidores no universo digital, para alcançar suas redes de seguidores. 

A publicidade tradicional está se tornando menos eficaz e muitos canais online estão começando a ficar estagnados devido ao aumento no bloqueio de anúncios e nas mudanças no comportamento do consumidor. 

Estatísticas do marketing de influência

Antes começarmos a ver como construir uma estratégia sólida, confira aqui algumas das estatísticas de marketing de influência que você precisa saber:

Os negócios lucram USD 5,20 a cada USD 1,00 investido em marketing de influência. (Influencer Marketing Hub)

  • 80% dos profissionais de marketing acreditam que o marketing de influência seja eficaz. (MediaKix)
  • 70% dos adolescentes confiam mais em influenciadores do que em celebridades. (Digital Marketing Institute)
  •  60% do orçamento de marketing de influência deve aumentar em 2020. (BigCommerce)

Quem são os “Influencers”?

São pessoas nas redes sociais e outros veículos de troca de informação no meio digital que possuem um grande volume de pessoas engajadas com seu conteúdo (números que chegam a milhões de seguidores) e alto poder de influência sobre elas.

Existem influenciadores de diversos segmentos, como: moda, empreendedorismo, 

Whindersson Nunes é um exemplo de influenciador digital.

marketing de influência influencer

Ativo no Youtube desde 2013 com vídeos de humor, possui mais de 1 milhão de inscritos e que está entre os top 10 maiores do país, e em outras redes sociais como o Instagram, onde possui mais de 50 milhões de seguidores.

Por que você deve investir no marketing de influência?

Confira aqui alguns dos principais motivos pelos quais você deve usar essa tática:

A eficiência dos anúncios tradicionais está em declínio, enquanto as colaborações com influenciadores continuam a se tornar incrivelmente bem-sucedidas. Isso se deve ao fato de que os consumidores preferem postagens em redes sociais do que os anúncios tradicionais, e o engajamento com eles é feito de uma forma totalmente diferente. 

A colaboração com um influenciador passa mais despercebida do que outros tipos de publicidade.

Pessoas compram de pessoas, e as colaborações com influenciadores ajudam a mostrar um lado humano do marketing e agregam autenticidade à sua campanha. Estamos todos nos tornando imunes à publicidade, e ainda assim cada vez mais receptivos a produtos divulgados por influenciadores que admiramos. 

O público mais jovem, em especial, confiam nos influenciadores e em suas recomendações de produtos e promoções muito mais do que em celebridades e outras pessoas que apoiam produtos, e os profissionais de marketing podem aproveitar isso ao máximo. 

É possível encontrar influenciadores com direcionamentos muito específicos em quase todos os nichos, o que significa que você pode alcançar consumidores com promoções de campanhas direcionadas. 

O marketing de influência é uma forma incrível de alcançar novos públicos engajados ativamente com conteúdo e pode ser uma maneira com bom custo-benefício de aumentar rapidamente a consciência de marca de produtos e negócios. 

Como criar uma estratégia de marketing de influência

Se você ainda não considerou usar o marketing de influência para fazer sua marca crescer, esperamos que este artigo colabore para tomar uma decisão mais certa sobre o assunto. Mas agora você deve se perguntar: como calcular o Retorno de Investimento (ROI) de campanhas de marketing com influenciadores digitais? 

1. Defina as metas da sua campanha

O primeiro passo para elaborar uma estratégia bem-sucedida é definir suas metas.

O sucesso das campanhas de marketing de influência é diferente para cada negócio, mas independente do que seja, você precisa garantir que está usando metas que sejam específicas, mensuráveis, atingíveis, relevantes e temporais. 

Se você investe na colaboração com um ou mais influenciadores, o que quer ganhar com isso?

Alcance

Se você busca aumentar a visibilidade dos produtos e serviços do seu negócio em novos públicos, alcance pode ser uma boa meta. Afinal, se suas influências são direcionadas, ter foco no alcance pode ser uma ótima forma de maximizar o número de pessoas que irão conhecer sua oferta.

Tráfego

Outra meta pode ser aumentar o tráfego para o seu site como resultado de uma colaboração, tanto direta quanto o resultado de um aumento nas pesquisas da marca no Google. Associe isso a uma boa otimização de conteúdo e experiência do usuário que você pode conseguir boas taxas de conversão.

Vendas e conversões

No fim das contas, a maior parte das campanhas de marketing tem como meta final ganhar dinheiro. Devido à forma como você monitora uma campanha, definitivamente é possível colocar em prática uma que tenha como meta aumentar as vendas diretas. Usar códigos de desconto pode ser uma ótima forma de incentivar vendas rápidas e ao mesmo tempo permitir que o desempenho seja vinculado a um influenciador. 

Metas diferentes funcionam com diferentes marcas, mas ao definir a sua no início de uma campanha, você pode desenvolver todo o resto em torno disso. 

2. Defina o público-alvo da sua campanha

O marketing de influência só é eficaz quando seu negócio está sendo divulgado para o público certo. Acerte no público-alvo, e seus benefícios com uma colaboração serão grandiosos. Mas, se errar, não apenas será uma perda de tempo e investimento, como pode ser vergonhoso.

O marketing de influência não se resume a alcançar um grande público e apenas esperar que parte dele fique interessada, longe disso.

A natureza dessa tática e das ferramentas disponíveis significa que você pode vender para públicos de nichos muito específicos, mas precisa saber quem faz parte dele e quais são os principais influenciadores digitais para esses grupos. São celebridades, ou são micro-influenciadores que estão mais próximos da sua audiência?

Não esqueça que você pode ser muito específico. Não é necessário, e talvez não seja aconselhável, tentar direcionar todo o seu público com apenas uma campanha ou colaboração. Em vez disso, concentre-se em segmentos das pessoas que terão um alto engajamento.

Ter as metas em mente, identificar quem você quer direcionar, entender as demografias específicas. 

3. Defina o brief e a mensagem da sua campanha

Assim como você precisa conhecer sua meta e seu público antes de começar a entrar em contato com influenciadores, é necessário identificar a mensagem da sua campanha. Ela pode mudar significativamente dependendo das metas e da finalidade das colaborações.

Você quer aumentar a visibilidade do negócio como um todo para um novo público?

Divulgar o lançamento de um novo produto para pessoas que talvez já conheçam a marca?

Destacar o novo recurso de um serviço?

Impulsionar as compras diretas de uma venda? 

A mensagem da campanha deve estar alinhada às metas, mas até que sua campanha tenha um escopo, você terá problemas para mapear uma estratégia bem-sucedida.

Concentre seus esforços em organizar o brief de uma campanha que comunique claramente suas metas e no que você gostaria que o influenciador trabalhasse com você. Quanto mais claro ele for, mais eficácia você terá com essas colaborações tão valiosas.

4. Defina um orçamento

Um dos erros mais comuns é não definir um orçamento. 

Vamos deixar claro que quase todos os influenciadores (até os micro-influenciadores) vão querer uma compensação pelos seus esforços. Para trabalhar com influenciadores com alto engajamento, você precisa ter um orçamento (assim como produtos e serviços para dar de presente).

Ao definir um orçamento geral, você precisa ter em mente a divisão entre compensar os influenciadores e cobrir os custos de produtos e serviços.

Não é interessante começar as negociações com influenciadores (ou até mesmo iniciar o contato) antes de ter um orçamento. Sem ele, você terá problemas para definir o escopo do seu plano para começar as abordagens.

Para definir um orçamento, você precisa ter as respostas para perguntas como:

Qual é a meta principal? Alcance ou retorno?

Com quantos influenciadores queremos trabalhar?

Em quais plataformas nosso público está ativo?

No que se refere aos públicos, nossa prioridade é o engajamento ou o alcance?

Nesse ponto, você provavelmente quer entender em termos gerais o custo, em média, de trabalhar com influenciadores em cada plataforma. O mercado brasileiro de marketing de influência ainda carece de uma padronização nesses preços, o que deve acontecer ao longo do tempo, à medida que o mercado amadurece.

É bastante comum um influenciador digital cobrar preços diferentes, para ações parecidas de campanhas diferentes. 

Se você entender bem quais são os influenciadores adequados para sua estratégia e que ganhos eles podem trazer para seu negócio, você pode entender melhor o quanto deseja e faz sentido investir. Informação, como sempre, é determinante.

Você ainda pode fazer testes. Começar uma campanha menor com o influenciador e depois acordar uma ação maior, com mais canais ou postagens uma vez que deu certo. 

5. Encontre os influenciadores certos e entre em contato

Dependendo das metas da sua campanha, você precisa decidir se trabalhará com influenciadores celebridade (macro) como parte da campanha ou apenas com influenciadores-micro engajados.

As duas opções servem para estratégias diferentes, e não há abordagem certa ou errada. No entanto, quando se trata de encontrar influenciadores com quem colaborar, o caminho entre macro e micro-influenciadores é muito diferente.

Se você busca trabalhar com influenciadores celebridade, é quase certo que precisará abordá-los por meio de um agente. A maior parte dos leitores deste artigo querem trabalhar com micro-influenciadores, e a boa notícia é que muitas vezes é possível sondar e entrar em contato com eles diretamente.

E aí, acha que essa matéria vai te ajudar a alavancar seu negócio? Compartilhe para ajudar outros empreendedores também. Confira outros artigos como esse no Blog da Hit.

Related posts