Navegação pelo Google Chrome será acelerada com nova funcionalidade

O recurso promete armazenar páginas já visitadas para evitar que o navegador tenha de carregá-las novamente
A experiência de uso do Chrome pode se tornar mais rápida muito em breve. Isso porque o browser do Google ganhará um novo recurso que recebe o nome de bfcache (back-forward cache) e promete melhorar a navegação em sites por meio do armazenamento em cache dessas páginas.

 

O Google está trabalhando em um sistema que permite que o navegador armazene uma página da internet enquanto você navega por uma nova. Ao voltar para o site já visualizado, o Chrome vai abri-lo rapidamente, sem a necessidade de recarregá-lo, já que o mesmo ficou salvo. O mesmo se aplica caso seja acionado o botão de voltar a página anterior.

 

A empresa disse que esse recurso não aumentará a velocidade de navegação na internet, apenas fará com que a navegação às páginas acessadas anteriormente seja otimizada.

 

Parece algo simples, porém, há alguns desafios a serem superados antes da novidade ser implementada. Uma delas é a questão de privacidade. Isso porque o bfcache tem de verificar se não há nenhum JavaScript rodando na página. Além disso, a bateria do celular (ou do notebook) pode ser poupada, já que o carregamento de página não seria tão pesado. No entanto, a questão do consumo de memória seria um problema, por elas ficarem armazenadas.

 

A novidade tem previsão de ser implementada ao Google Chrome em 2020. Enquanto isso, os testes de funcionamento do recurso serão realizados ao longo desse ano.

Posts relacionados

Pesquisa aponta, que para abrir um e-commerce, investimento é de, em média, $ 1 mil

Ter o próprio negócio é o sonho de muitos brasileiros. Só no primeiro semestre de 2018 foram abertas mais de 1,2 milhões empresas — aumento de 10,7% se comparado a 2017. Desse total, mais de 81% delas são MEIs...

Leia mais...

Empresa descobre falha no Android que perdura há mais de cinco anos

O Android é um dos sistemas operacionais mais utilizados no mundo, com mais de 2 bilhões de usuários, e, como tal, a Google sempre se preocupou em cuidar de sua segurança. Entretanto, recentemente foi descoberta uma falha grave originada...

Leia mais...

Deixar um comentário