YouTube Music ganha compatibilidade com o Android Auto

O YouTube Music finalmente lançou a aguardada atualização que o torna compatível com dispositivos Android Auto, o sistema do Google adaptado para automóveis. De acordo com a XDA, a versão 3.03 do aplicativo, habilitada para o serviço, já está disponível para download na Google Play.

Depois de fazer o update, basta selecionar o ícone “Música” no Android Auto e procurar o app entre os serviços compatíveis para desfrutar da novidade. Um detalhe importante, porém, é que a função é exclusiva para assinantes.

Assim como todos os aplicativos de música para veículos, a interface do YouTube Music é simples e sem muitos floreios. Na tela, apenas a capa da música que está tocando, com botões para pausar/reproduzir e avançar à música seguinte ou retornar à anterior. Tudo feito para não distrair o motorista na hora errada.

Cinco opções são oferecidas no app para Android Auto: Mixtape, Recomendadas, Reproduzidas Recentemente, Biblioteca e Baixadas. Na Biblioteca, é possível acessar listas de reprodução e músicas favoritas, enquanto em Baixadas pode-se escutar as que estão no telefone, sem necessidade de conexão.

Quem não for assinante do serviço, receberá um aviso para indicar que é preciso atualizar a conta de YouTube. O preço da assinatura mensal é de 10 €, enquanto o plano familiar, que permite o compartilhamento com várias pessoas, tem custo de 15 €.

Posts relacionados

Pesquisa aponta, que para abrir um e-commerce, investimento é de, em média, $ 1 mil

Ter o próprio negócio é o sonho de muitos brasileiros. Só no primeiro semestre de 2018 foram abertas mais de 1,2 milhões empresas — aumento de 10,7% se comparado a 2017. Desse total, mais de 81% delas são MEIs...

Leia mais...

Empresa descobre falha no Android que perdura há mais de cinco anos

O Android é um dos sistemas operacionais mais utilizados no mundo, com mais de 2 bilhões de usuários, e, como tal, a Google sempre se preocupou em cuidar de sua segurança. Entretanto, recentemente foi descoberta uma falha grave originada...

Leia mais...

Deixar um comentário